FacebookTwitterYoutubeAssine Nosso Feed

27 de janeiro de 2012

Escova progressiva x Escova Definitiva: conheça as diferenças



Muitas são as dúvidas quando o assunto é escova progressiva e escova definitiva. Até mesmo os profissionais da área confundem-se nesta questão. Sempre me perguntam qual é a diferença entre escova progressiva e escova definitiva.



Na verdade a única semelhança é o termo "escova". Deve-se entender que um é tratamento e o outro é transformação. Um é irreversível e o outro é temporário. Um é alcalino e o outro é ácido. Portanto, são muitas as diferenças. O grande desafio para o profissional é entender e orientar a cliente quando um ou outro serviço se faz necessário e também saber reconhecer o perfil da reação de cada produto sobre a fibra capilar, e por final, o desejo da cliente.


A escova definitiva, agora vem sendo chamada de recondicionamento térmico, ou seja, uma nova condição ao cabelo por meio de desestruturação com uma base química alisante, que se chama tioglicolato de monoetalonamina (amônia) e uma ou mais fontes de calor (chapa e secador) durante o processo de transformação. A escova definitiva alisa tanto quanto modela, assim porque o profissional usa técnica apropriada para chegar ao resultado que atenderá a necessidade da cliente, pois dependendo da técnica empregada, pode se alisar ou apenas relaxar os cachos para suavizar ondas.


Já a escova progressiva, que agora os profissionais chamam de redução de volume, é um tratamento gradativo, que doa brilho, maciez, toque sedoso, reconstrução da fibra e redução de volume. Geralmente a escova progressiva possui em sua fórmula aminoácidos, silicones e proteínas com Ph ácido, que interagem com a parte externa do fio de cabelo, formando um recapeamento e armazenando todos esses ativos benéficos dentro da cutícula. Com o efeito de redução de volume e controle da porosidade do fio, será um cabelo mais fácil de cuidar no dia a dia.


Por ser gradativo, deve ser retocado em espaços de tempo que o profissional determina para manutenção do resultado. Mas, se parar de aplicar, sairá em 20 a 30 lavagens. Esse é o tratamento ideal para a mulher que não deseja alterar a estrutura de seus cabelos.


Viu só quanta diferença! Claro que tricologicamente existem outras diferenças nas técnicas e métodos. Portanto faça sua escolha e solicite uma avaliação do profissional, pois, alisar os cabelos causa mudanças não apenas estéticas, mas também psicológicas que devem ser pra melhor, de preferência. Fica a dica.

Fonte: http://www.esteticaguia.com.br/

6 comentários:

Jeniffer Brito disse...

Adorei este blog e já estou vasculhando a loja virtual!

Um grande achado :D

Beijos

Cabeleza disse...

Obrigada por sua visita Jennifer! Acompanhe nossas publicações e mantenha-se bem informada.

jb disse...

Olha eu tenho.cabelo muito cacheado extremamente cacheado.entao.eu.vou fazeraescova definitiva que assim alisa o.meu cabelo

Denise Morais disse...

O meu cabelo eh bem crespo .. eu adorei a dica eu acho que vou fazer a definitiva... mas fala ai como e a escova japonesa....da o mesmo resultado...

Adrianna Marques disse...

Fiz definitiva há 10 meses posso fazer de novo?

Adrianna Marques disse...

Fiz definitiva há 10 meses posso fazer de novo?

Postar um comentário